Moreninha Rebolando Gostoso De Vestidinho Mostrando A Calcinha

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

Moreninha Rebolando Gostoso De Vestidinho Mostrando A Calcinha

Moreninha Rebolando Gostoso De Vestidinho Mostrando A Calcinha

ELA TIROU A CAMISOLA E EU PUDE PERCEBER QUE ELA ESTAVA SEM CALCINHA SUA XANINHA ERA LISINHA SEM NENHUM PELO E AQUILO ME DEU AGUA NA BOCA EU OLHEI PRA ELA E PEDI PRA MAMAR NELA TAMBÉM ELA CLARO QUE DEIXOU.

Assim ela desceu, com seu vestidinho de malha, sem calcinha nem sutiã, e após alguns minutos pude ouvir o garçom chegando. Isa colocou uma roupa bem confortável, uma miniblusa de algodão, branca, com as alcinhas bem fininhas, a blusa deixava sua barriga sequinha completamente exposta, mostrando o piercing do seu umbigo, e um short curtíssimo, cujo as pernas do mesmo terminavam na altura da sua bucetinha, o short era meio folgado, não ficava tão atolado na sua bunda, mas só de ver as coxas da namorada e a sua barriguinha, sabendo que ela estava sem sutiã e provavelmente com uma micro calcinha, Gabriel já ficou enlouquecido.

br"olá me chamo Paula tenho 16 anos 1,60 de altura e 55kgo que vou contar pra vocês aconteceu comigo e até aconteçetudo começou quando eu sempre observava uma garota que mora narua que eu moro, a gente não nos falavamos só trocavamos olhares longoela sempre me encarava quando eu iria sair pra algum lugar, ela moravana parte de baixo da rua então sempre quando eu saia ela me encaravaa gente continuo essas trocas de olhares durante um bom tempão, ai eu começeia sentir uma forte atração por essa mulher maravilhosa, eu sempre mandava bilhetespra ela só que ela nunca respondia nada, e o ano passado em uma tarde ebsolaradaeu estava sentada em calçada e até que pra minha surpresa chega o sobrinho delaum papel e uma caneta e derrepente me fala “tia tá pedindo teu número do whatsapp”nossa quando ele disse isso eu não pensei duas vezes e fui logo escrevendo meu número pra ela, e ali estava ela na minha frente sentada na porta da casa da mãe delae foi desse dia que a gente começavamos a nos falar, quando ela disse o 1· “oi” nossameu coração gelou eu como sempre vergonhosa pra tudo rsrs até que a gente foi con-versando bastante e todos os dias foi se repetindo nossas conversa, como eu já tinhafalado o que eu sentia por ela só aumentava a cada dia que a gente nos falava…a gente foi pegando intimidade e eu fui criando coragem pra falar o que sentia por elapra minha tristeza ela era “hetero” tinha “2 filhos” eu sempre pedia um beijo a ela maisela sempre negava pra mim, quando chegava perto dela eu sentia um tesão encotrolavelpor essa mulher, até que um dia eu fui na casa dela depois que cheguei da escola e uela sentou em uma cama do filho dela e eu na outra, fiquei alí observando a beleza delai tomei coragem e começei a dar em cima dela pedindo beijo e tal, ela falou que tinhamedo, medo de eu contar pra alguém do nosso beijo e eu falei pra ela confiar em mimque não iria contar pra ninguém então nesse dia eu consegui um beijo delanossa que beijo encantador, muito gostoso um beijo dela foi ai que eu me encantei majsainda por ela, ai depois desse dia eu só desejava aquela mulher em meus braços maisiae mais, depois desse dia a gente continuamos nos falar normalmentepra ela foi como se não tivesse acontecido nada, mais pra mim aquele beijo não saiada minha cabeça e ainda não saiu, hoje em dia a gente somos bastante amigas, de vezenquanto a gente ainda dar uns beijos…. Daniel depois de algumas cervejas fica sempre muito gaiato, como chama as meninas de gostosas, pega na bunda de Katia sua mulher, chama de putas e as vezes também mexe com Mara minha mulher, sempre levamos na brincadeira, quando fui no banheiro vi quando ele levantou a saia da minha mulher e disse mostra essa bucetinha pra mim, elas rindo Mara já meio tonta disse é só pedir que mostro e levantou a saia na cara dele, ficaram rindo, quando voltei sentei do lado deles e fiz de conta que não tinha visto, não demorou e ele diz meninas quero vocês duas só de calcinha já eram mais de 11 da noite, elas viram e Katia disse vamos mostrar a esse safado Mara, e tiraram as roupas ficando só de calcinha, Daniel disse pra mim ta vendo compadre são putas mesmo, elas ficaram brincando só de calcinha, então ele levantou-se e pegou na bunda da minha mulher na minha frente, alisou e foi fastando a calcinha dela que já é fio dental, a Katia mulher dele tinha ido na cozinha, quando voltou só fez ri, então ele achou pouco e colocou a mão da minha mulher no seu pau, confesso que fiquei meio confuso, mais já tava ficando do tesão, pois ela não soltou seu pau, Katia mulher dele viu que eu estava ficando de pau duro, veio pra perto de mim abriu o ziper de meu short, colocou meu pau pra fora, e começou a punheta-lo, ficamos calados, quando vi minha mulher se baixa e colocar o pau do Daniel na boca, vi que seu pau é pouco maior que o meu, mais bem mais fino, enquanto Katia me chupava, não deu outra, puxei Katia pra meu coloco ela sentou no meu pau de costa pra mim, só escutei a Mara minha mulher gemendo alto e Katia rebolando no meu colo também gemendo e dizendo que tava gostoso, quase que gozamos todos juntos, Katia veio pra mim me abraçou ficamos os quatro calados, fomos pros quartos dormir pois provavelmente no dia seguinte tinha mais suruba. Bem, voltando a Amity!! Ela e uma garota linda!! Uma oriental moreninha, com os cablos lisos e pretos, os olhos puxadinhos e castanhos! Mas o que mais me chamava atencao nela era que ela parecia um anjo! E isso mesmo, ela tinha quase 16 anos, como eu, mas parecia uma crianca, tanto de corpo, quanto na inocencia que ela passava! Ficava louva em perceber que esse anjinho nao tinha nenhuma malicia no olhar em relacao a ninguem e que era muito provavel que nao tivesse sequer dado seu primeiro beijo! Ficava louca de tesao!!! E cada dia que passava aumentava tambem o meu tesao e a nossa amizade… estava me apaixonando e isso fazia com que estivesse sempre do seu lado, fazendo as suas vontades, isso fez com que nos tornassemos melhores amigas! Ela era da minha turma na aula de educacao fisica, diga-se de passagem que tinhamos que nos trocar em um vestiario todos os dias, ou seja, eu ja tinha tido, varias vezes, a oportunidade de contemplar o lindo corpinho do meu anjo! E foi no vestiario que tudo aconteceu!!! Um dia, depois da aula, ela teve um problema e teve que conversar com o professor, eu e todas as outras garotas fomos nos trocar.